quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Workshop de Animação Gratuito

COLETIVO P.A. 003, oficina de DESENHO ANIMADO em MARÇO



Aprenda a animar em nosso estúdio, utilizando o programa de animação ToonBoom e outros programas. Participe da produção de filmes coletivos, criando seus próprios personagens.









WORKSHOPS GRATUITOS



Professor Tutor: Gil Caserta
Inscrições abertas!



Turmas:
Quintas (11, 18 e 25 de Março): 15 às 17h – 17h às 19h – 19 às 21h
Sábados (13, 20 e 27 de Março):  13 às 15h - 15 às 17h – 17h às 19h 
  • Para interessados de 16 a 29 anos.
  • 2 vagas por horário.
  • Inscrições na recepção mediante amostra de seu trabalho (desenho, ilustração ou animação em qualquer estilo ou técnica).
  • Amostras podem ser em papel ou formato digital. Em caso de formato digital, recomendamos  extensões populares como jpeg, giff, pdf, mov, wma ou mp4. 




Núcleo Paulistano de Animação no CCJ 

Curadoria: Céu D’Ellia

As oficinas gratuitas voltam a funcionar em Março. Ainda não sei se estaremos no espaço novo, mas de qualquer forma o estúdio ampliado e reequipado está a caminho. Eu e o Gil estamos definindo a lista de equipamentos e até o meio deste ano o atelier completo, com novas facilidades, deve estar operando. E com mais workshops e algumas surpresas BEM BACANAS. 
Os workshops não se resumem ao ToonBoom. Temos e teremos outros aplicativos. Mas resolvemos focar no TB inicialmente, em especial com os alunos menos experientes. É que assim eles já vão se acostumando com uma interface mais versátil e a desenhar digitalmente. Está aumentando a quantidade de estúdios brasileiros a adotar esse software e assim colaboramos para abrir espaço profissional para os alunos iniciantes. Escolher um aplicativo é sempre delicado, mas até agora a decisão tem se mostrado correta. 

Caso precise, o mapa do CCJ está dois posts abaixo.

apoio: ToonBoom
















C C J






Av. Deputado Emílio Carlos, 3641 – Vila Nova Cachoeirinha



(11) 3984 2466
(ao lado do terminal de ônibus Cachoeirinha) 

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

XXIth Century FAUNA

..ou O Homem é o Único Animal que PROCRASTINA


Pra ilustrar o que vai abaixo, só invocando um desenho do Oscar Grillo:


Procrastinando encerrar o dia, descubro um site, muito bem feito, que oferece soldados profissionais para contratação: 



Está precisando?...

... e sempre surpreso com a extensão da diversidade humana, procrastino mais um pouquinho e resolvo ler a página de pessoas desconhecidas no Facebook e imaginar como são. Encontro uma jovem formada há pouco na USP e que faz parte de uns grupos pró CUT, pró comunismo, pró MST e pró Cuba. Até aí tudo... coerente, vamos dizer assim.


Mas a tal jovem fez um quizz e deu que o escritor que mais se parece com ela é o Nelson Rodrigues...


Acho que só o próprio Nelson Rodrigues ia saber me explicar essa.

Como diriam Biafra (o salafra), Oswaldo e Wandi, o Grandi: - Vai, vai Laurindo! Você é gente. Você é quase lindo!

Melhor procrastinar de novo e assistir este filme:







sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Animação Canadense

FAZEN’DESENHANIMADO no Núcleo Paulistano de Animação do CCJ
Convidados conversam com o público, apresentam filmes, respondem perguntas, falam de suas idéias e experiências.
 
Sábado, Dia 6 de Março 

FAZEN’DESENHANIMADO NO CANADÁ
Entrada FRANCA

15h30: Exibição de animações de Norman McLaren e debate
16h30: Bate papo com Fernanda Whitaker, do Consulado do Canadá. A situação atual da indústria de animação canadense, os centros de pesquisa e experimentação, escolas especializadas, acordos de co-produção e intercâmbio com o Brasil.
Mostra de animações contemporâneas:
O stop motion de tirar o fôlego de MADAME TUTLI-PUTLI, de Lavis & Szczerbowski
O design  de Marv Newland em TÊTE À TÊTE À TÊTE, que influenciou as novas gerações do cartoon.
As sacadas  no mass media de McGills & Pertsch em TOTAL DRAMA ISLAND (ILHA DOS DESAFIOS).

Núcleo Paulistano de Animação no CCJ
Curadoria: Céu D’Ellia

No próximo dia 6 de Março voltam as atividades do Núcleo que estou colaborando pra implantar em São Paulo. O ano promete e, tudo correndo bem, muita coisa interessante vai acontecer, envolvendo toda a cidade. Por hora, voltamos com os bate-papos abertos a todo público. Além dos convidados, vamos ter sempre uma hora a mais de exibição de filmes, com debate. Pra abrir isso, nada melhor que um tributo a McLaren, um dos primeiros artistas a enxergar o lado plástico do tempo. Ainda não escolhi os filmes dele que vamos exibir, mas graças ao Consulado do Canadá estamos com a obra completa de McLaren e mais alguns extras no gatilho.
A Fernanda Whitaker vai apresentar um panorama da indústria de animação canadense contemporânea. E isso significa não só a pesquisa e o experimentalismo, mas uma atividade de ponta, bem estruturada e apoiada pelo poder público. Pra ilustrar sua fala, três filmes:
Madame Tutli-Putli será exibido integralmente e é uma obra técnicamente impecável, misturando stop-motion com inserções de live action digital.
Marv Newland está desde a década de 80 pesquisando um estilo de design que mistura cartum retrô com arte contemporânea. Muita coisa veio dessa escola, inclusive o popularésimo Bob Sponja. A primeira vez que encontrei com o Marv, foi em Zagreb, em 1985. Sempre um cara bem humorado. Em uma visita mais recente a ele, em Vancouver, me pediu pra reenviar-lhe um cartão postal que ele mesmo tinha desenhado. O cartão postal era a fase de uma animação. Cada fase seria postada de um lugar diferente do mundo e o barato seria filmar os desenhos e ver o que aconteceria com os selos e carimbos do correio dos diferentes lugares interagindo com a animação pré-desenhada. Deu pra entender? Ainda não vi o que aconteceu, mas foi a colaboração mais exótica que me pediram pra fazer em um filme até hoje. Mas o que esperar de um sujeito que se consagrou com um curta chamado Bambi encontra Godzilla?
E vamos exibir ao menos um trecho de Total Drama Island. A série já foi exibida no Brasil, ano passado, na Cartoon. Está agora no Boomerang. Conheci o Tom McGills em Toronto e conversamos algumas vezes, por um bom tempo. É impressionante a energia desse sujeito e a corte que ele tem na comunicação de massa. Ele sabe muito bem o que está fazendo e que o significa lidar com o main stream. Essa série em particular é uma paródia dos reality shows. Uma crítica mordaz ao jeito de pensar dos jovens adultos, sempre apegados a padrões de comportamento e carência de afirmação.
Tem muito mais, mas fica pra quem for participar do debate.


C C J
http://ccjuve.prefeitura.sp.gov.br
Av. Deputado Emílio Carlos, 3641 - Vila Nova Cachoeirinha
(11) 3984 2466
(ao lado do terminal de ônibus Cachoeirinha)







sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Os óio se enche d'água




Desenho: Céu D'Ellia

Ai, ai, ai...
Dia 9 de Fevereiro passado, Pena Branca despediu da parentaia. Foi encontrar seu irmão, Xavantinho, e tenho certeza que, juntinhos, vão cantar e tocar viola pra anju ninhum mó di butá defeitu.
Eita!! Como eu gosto dos cantos e toadas desses dois!
Vou até colocar uns desenhinhos que fiz duas décadas atrás, com uma das versões mais remotas do Yandú recebendo mensagem da Senhora Mãe, através de um cuitelinho.
(- Senhora Mãe? Pelo Avô Yandú, grande é o poder da Mãe do Mundo- , diria meu amigo do peito e de Mãmmãmbugé.)
Porque se tem alguém bom de entregar mensagem dessa Senhora, é o cuitelinho, que não gosta que botão de rosa caia, ai, ai, ai:


Desenho: Céu D'Ellia

Cuitelinho
Cancioneiro Popular
colhida por Paulo Vanzolini/ Antônio Xandó, 
imortalizada e acrescida por
Pena Branca & Xavantinho

Cheguei na beira do porto
Onde as ondas se espáia
As garça dá meia volta
E senta na beira da praia
E o cuitelinho não gosta
Que o botão de rosa caia, ai, ai, ai
Aí quando eu vim de minha terra
Despedi da parentaia
Eu entrei no Mato Grosso
Dei em terras paraguaias
Lá tinha revolução
Enfrentei fortes bataia, ai, ai, ai
A tua saudade corta
Como aço de navaia
O coração fica aflito
Bate uma, a outra faia
Os óio se enche d`água
Que até a vista se atrapaia, ai, ai, ai


Eu vou pegar seu retratinho
Colocar numa medalha
Com seu vestidinho branco
Com o laço de cambraia
Colocá-lo em meu peito
Onde o coração trabaia, ai, ai, ai



sábado, 6 de fevereiro de 2010

Sri Sarada Devi





Santa Mãe Sri Sarada Devi (1853-1920) foi esposa de Sri Ramakrishna.
Algumas instruções de meditação  e aforismas de sua autoria:


Pratique a meditação.
Gradualmente, sua mente ficará tão tranqüila e concentrada que você achará difícil parar de meditar.

Será que o valor de uma coisa deve ser medido pelo seu preço?
O que realmente conta é o amor e a devoção com que ela é oferecida.

Sabemos que sob o impacto de uma forte emoção muitos já realizaram grandes obras.
Contudo, a verdadeira natureza de um homem revela-se na forma pela qual ele desempenha suas tarefas cotidianas, por mais insignificantes que possam parecer.

Será que alguém que não tenha compaixão pode ser considerado um ser humano?
Na verdade trata-se de um animal irracional.

Para as práticas espirutuais é essencial buscar um lugar retirado.
Quando a planta é jovem, precisa de uma cerca ao seu redor para protegê-la.
Quando cresce, porém, o gado já não pode afetá-la.
Da mesma forma, após praticar a meditação durante alguns anos, a mente se estrutura e, a partir daí, é possível permanecer em qualquer lugar ou estar com qualquer pessoa sem que a mente seja afetada.