segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Raízes da animação brasileira

FAZEN’DESENHANIMADO no NUPA - Núcleo Paulistano de Animação do CCJ
Convidados conversam com o público, apresentam filmes, respondem perguntas, falam de suas idéias e experiências.




Sábado, Dia 13 de Novembro

JOAQUIM 3 RIOS, FAZEN’DESENHANIMADO ANTES DE TUDO
Entrada FRANCA

15h00: Os filmes experimentais de Tezuka Osamu. O grande pai do Anime e do Mangá tinha uma paixão especial pela animação. Macho, Pulando e Filme Partido são algum desses amores. Exibição de filmes acompanhada de explicação e debate com o curador do Núcleo.

16h30: Joaquim 3 Rios, cineasta de animação expoente da produção áudio-visual brasileira dos anos 60 a 90. Criou, dirigiu e animou comerciais, filmes para a VILA SÉSAMO, REDE GLOBO e quase todas as redes de TV de então. Um dos principais precursores do Motion Graphics no Brasil, quando não existiam os recursos digitais e de CG de hoje.  Fundamental!

N U P A
Núcleo Paulistano de Animação no CCJ
Curadoria: Céu D’Ellia

Mês passado o Alceu da Vetor Zero arrepiou mostrando até onde pode-se chegar com a tecnologia atual e como sua produtora tem feito trabalhos do mais alto nível, não só para o mercado interno, mas também para os Estados Unidos e outros países. Em Novembro fechamos a programação do Fazendesenhanimado de 2010 com a outra ponta desta história: as raízes do cinema de animação paulistano e brasileiro.
Pra isso estamos convidando o veterano Joaquim 3 Rios. 

Joaquim já fazia motion graphics 40 anos antes desse nome ter sido inventado. E em uma época em que nenhuma das facilidades de hoje existiam. Ele é autor e testemunha de uma história de desafios únicos. Ver seus filmes e ouvir seu depoimento é uma ótima oportunidade de valorizar a criatividade e o empenho que marcaram as bases do cinema de animação. 

Pra abrir a sessão do dia vou exibir alguns curta metragens experimentais de Tezuka Osamu. Dizer que eu não tenho palavras pra descrever esse grande artista japonês é um clichê, eu sei. E dizer que usar esse clichê é a única forma de apresentar Tezuka também é outro clichê. Mas... caramba! O sujeito conseguiu fazer no espaço de uma vida uma obra original, a partir de quase nada, a qual seriam necessárias umas três gerações para fazer... 

Bom, apresentar esses dois cidadãos admiráveis e oferecer um bolo é o jeito que estou encontrando pra comemorar um ano deste nosso trabalho e agradecer a todos os envolvidos que trouxeram a gente até aqui: A Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, o Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso, os palestrantes e professores que participaram até agora e, principalmente o público do Fazendesenhanimado e os alunos do NUPA.
Sou grato a todos vocês.


N U P A / C C J










http://ccjuve.prefeitura.sp.gov.br



Av. Deputado Emílio Carlos, 3641 - Vila Nova Cachoeirinha



(11) 3984 2466
(ao lado do terminal de ônibus Cachoeirinha)

Sem comentários:

Enviar um comentário