Dia D Da Vinci Desenhista


Hoje é Dia do Desenhista. Porque o DaVinci teria nascido nesta data. 
Da Vinci, vinha Leonardo, o sujeito que há 600 anos desenvolveu a geometria da terceira dimensão no plano bidimensional, pra hoje chamarem desenho a lápis tridimensional no papel de "2d". 
Entendeu?

Desenhista é aquela pessoa condenada a ser testemunha, sem interferir nos fatos. Veja por exemplo o melhor filme com um desenhista no papel principal, The Draughtsman´s Contract (O Contrato do Desenhista), do Peter Greenway.
Alan Parker não pensa como eu. Pra ele esse filme é: - Uma carrada de presunção desprezível.

O quê? Testemunha que não interfere nos fatos é o Antropólogo? Ah, ah, ah! Quem diz isso não conhece de perto nenhum antropólogo.

Como se vê, este é um mundo cheio de gente que pensa diferente. Lide com isso.

Então, quase esquecendo que supõe-se que eu seja um desenhista, aqui vai um pedaço de um desenho que estou fazendo hoje. Do quarto episódio de Zú Kinkajú, Os Espectros no Vale-da-Lua.




E como nos instantes livres estou aproveitando pra reler Corto Maltese, aqui vai, nesta efeméride das linhas, uma aquarela do Hugo Pratt.
Água entrou no circuito (ou entramos na correnteza das águas), porque um dia perguntaram para o Pratt, ele, sendo um sujeito que tinha morado em tantos lugares diferentes do mundo, por que se considerava um Veneziano. Ele respondeu:


- Porque tenho confiança na água.*





Se é assim, acho que também sou Veneziano. 



*Thierry Thomas, a respeito de Hugo Pratt, em Le roi des eaux

Comentários

  1. Isso me lembra uma frase de uma nota do Walt Stanchfield:
    "Fancy talk, eh?
    Well, this is fancy stuff. You can’t just pass over this stuff with a “Hey man.” You’ve got
    to worship it and make it your religion."

    ResponderEliminar
  2. Oh, Marcelinho!
    Traduza para o idioma do Caolho, pá!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Top 10 + Populares